Logística Reversa

A produção de lixo

Você já deve ter visto alguma notícia sobre a grande quantidade de lixo que produzimos diariamente no Brasil, ou até mesmo notado, dentro de casa, quantas coisas são descartadas por dia. Conforme matéria publicada pelo Estadão, o Brasil produziu (2018) 79 toneladas de lixo, sendo o campeão na produção de lixo quando comparado a outros países da América Latina.

A poluição gerada pelo descarte inadequado do lixo, além de gerar consequências para o ecossistema, deixa a imagem do empresário inadequada para seus consumidores.

Logística Reversa

A Logística Reversa é uma das soluções encontradas para um descarte mais adequado do lixo. Ao contrário da Logística Direta que entrega os produtos de consumo aos consumidores finais, a Logística Reversa ou Inversa, seria a volta do produto de consumo ao setor empresarial que o distribuiu.

A Logística Reversa feita pelas empresas, é gerenciada pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), que define a prática como: “instrumento de desenvolvimento econômico e social caracterizado por um conjunto de ações, procedimentos e meios destinados a viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial, para reaproveitamento, em seu ciclo ou em outros ciclos produtivos, ou outra destinação final ambientalmente adequada”.

Quando se é falado sobre Logística, o primeiro lembrete mental é estratégias e ações, certo? Portanto, a Logística Reversa é isso! Estratégias e ações que visam recolher os resíduos do produto que foi entregue ao consumidor para que ele possa ter seu descarte adequado!

O conceito de logística reversa, remete, acompanha e alia-se ao conceito de Economia Circular, em que o resíduo torna-se matéria prima para novos produtos. É uma forma de lidar com os impactos gerados pelo mau gerenciamento de resíduos!

Mas como funciona?

Há três etapas na logística reversa

  1. Consumidor devolve a embalagem do seu produto ao comerciante ou distribuidor
  2. Comerciante/distribuidor encaminha esse resíduo ao fabricante/importador
  3. Fabricante/importador repassa para reciclagem, reuso ou descarte adequado

Principais tipos e exemplos

Pós-consumo

O produto que está sendo descartado, já foi consumido pelo comprador. Portanto, a Logística Reversa de pós-consumo objetiva garantir um destino adequado e sustentável para produtos que já foram utilizados.

  • Reciclagem: Quando o resíduo que não seria aproveitado, sofre mudanças a ponto de adquirir características para que ele sirva de matéria-prima no ciclo de produção. Um dos principais exemplos dessa prática no setor empresarial, é a empresa de cosméticos Natura.
    • A Natura possui um sistema de recolhimento das suas embalagens, que são recicladas e, por isso, tornam-se matéria-prima para a produção de novas embalagens.
  • Reuso: Utilizar novamente! Nesse caso, leiloar os produtos usados é uma estratégia muito utilizada.
  • Desmanche: É uma separação do produto que determina o que pode ir para a reciclagem, o que pode ir para o reuso e o que deve ser descartado. A Empresa Phillips faz uso dessa estratégia.
    • A Phillips possui postos de descarte de pilhas e baterias que quando são recolhidas, entram em análise do que deve ser descartado e o que pode ser reutilizado.

Pós-Venda

O sistema de logística reversa de pós-venda diz respeito a produtos que ainda não foram consumidos, ou foram pouco utilizados pelo consumidor. Pode ocorrer por vários motivos, mas uns dos exemplos mais comuns é quando o produto enviado ao comprador está com defeito de funcionamento e é devolvido ou quando o produto foi comprado online e consumidor final não ficou satisfeito com o produto presencialmente. 

3 Razões para aplicar a logística reversa na sua empresa!

  1. Sustentabilidade:
    • Como dito no texto, a prática da Logística Reversa visa o descarte adequado de resíduos. Dessa forma, fica claro que diminui o lixo e a poluição e contribui para um mundo mais saudável!
  2. Melhoria de processos e redução de custos
    • Possibilita uma redução no custo de matéria-prima, já que os resíduos retornam e podem ser reutilizados ou reciclados! No caso de transportadoras, veículos que voltariam vazios podem fazer às coletas na volta e economizar no frete.
  3. Clientes mais satisfeitos
    • Ao adotar uma postura verde e demonstrar sua preocupação com o meio-ambiente, sua imagem perante aos seus compradores fica mais positiva.

E você, tem algo a comentar sobre a prática de logística reversa? Algum outro motivo para adotá-la? Deixe um comentário com suas opiniões e dúvidas sobre esse assunto!

Referências: https://sustentabilidade.estadao.com.br/noticias/geral,producao-de-lixo-no-brasil-cresce-mais-que-capacidade-para-lidar-com-residuos,70003081487

Imagem retirada de: https://miro.medium.com/max/4724/1*yq4C7KosGug6ah-c2fmw3w.jpeg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *